#Pracegover foto: na imagem há um edifício
#Pracegover foto: na imagem há um edifício

Os dois irmãos gêmeos que haviam matado Ubiratan de Jesus Franco de Castro, de 53 anos, foram julgados em sessão do Tribunal do Júri, no Fórum de Criciúma, nesta quinta-feira (9). Um deles foi condenado a 12 anos de prisão, por ter efetuado os disparos, e o outro, que dirigiu o veículo na fuga, pegou nove anos.

O homem foi morto com cinco tiros dentro de casa, no bairro Santa Luzia, em novembro de 2018. Ambos já estavam presos preventivamente três dias após terem cometido o crime.

O fato foi elucidado pela Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Criciúma. Os autores, que a época tinham 18 anos, alegaram que mataram Ubiratan por este ter tentado molestá-los quando eram crianças.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: TNSul