A pequena Thalia Anselmo de Oliveira, de 2 anos e cinco meses, teve alta do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC) neste sábado (18), depois de 25 dias internada por tratamento da Covid-19, 21 deles na UTI Pediátrica. Ela saiu no colo da mãe Flávia da Silva Anselmo, que estava emocionada por vencer mais uma batalha, pois a pequena já enfrentou algumas nestes poucos anos de vida, ela foi diagnosticada aos três meses com microcefalia.

“Chorei muito durante estes dias, mas nunca perdi a esperança, pois sabia que ela iria se recuperar”, disse. “Nunca perdi a fé, pois sei que Thalia é uma guerreira”. A menina foi a primeira paciente infantil a precisar de ventilação mecânica na UTI Pediátrica do HNSC, já que a doença na população infantil costuma causar quadros leves de infecção.

Segunda a médica e coordenadora da UTI neonatal e pediátrica, Karla Dal Bó, que acompanhou a paciente durante todo processo de internação, devido à doença de base que a Thalia tinha, fatores de risco, ela acabou tendo um período de agravo da pneumonia e necessitou da ajuda de respiradores. Mas depois de alguns dias evoluiu positivamente saindo da ventilação mecânica. “O fato de a paciente ser do grupo de risco contribuiu para o agravamento do quadro, pois não é comum as crianças evoluírem para a forma grave da doença”, explica a médica.

Mas apesar de passar por períodos difíceis durante o tratamento, Thalia se mostrou forte e reagiu bem ao tratamento, conseguiu se recuperar e seguiu para casa junto à família, que a aguardava com muito carinho. De acordo com a mãe Flávia ela está muito bem, voltando aos poucos a sua rotina diária.

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul