Buraco se abriu após desmoronamento de terra no km 336 da SC-108, na comunidade de Taipa, em Orleans. O trânsito está em meia pista. Segundo Deinfra, os reparos devem iniciar na próxima semana.

Orleans

Os condutores que passam pelo km 336 da SC-108, trecho que divide os municípios de Orleans e São Ludgero, na comunidade de Taipa, precisam redobrar a atenção. Uma cratera de aproximadamente 20 metros se formou após um desmoronamento de terra causado pelas chuvas registradas nos últimos dias. Segundo moradores, esse deslizamento vem ocorrendo há mais de um mês, devido à falta de manutenção e limpeza nas calhas por onde deveria ocorrer o escoamento da água.

O trecho recebeu obras há aproximadamente três anos, com a revitalização de 12,8 quilômetros, teve um investimento de R$ 2,5 milhões, incluindo camada asfáltica, sinalização de pista e pinturas das faixas.

De acordo com a jornalista Thaise Vieira, que mora em Orleans e utiliza com frequência a rodovia, à noite o perigo aumenta, já que há constante formação de neblina, o que dificulta a visibilidade. “Há algumas semanas havia pouca sinalização, com o aumento da cratera, a sinalização foi reforçada. Porém, os motoristas precisam redobrar os cuidados, pois o local também é utilizado por ciclistas, pedestres e caminhões pesados”, afirma.

Com a instabilidade climática e a continuidade das chuvas, aumentam os riscos e a formação de novos buracos ao longo da pista.

Prefeito de São Ludgero cobra recuperação imediata do trecho
O prefeito de São Ludgero Volnei Weber participou na semana passada de audiência com o secretário de Estado da Infraestrutura, Luiz Fernando Vampiro. O gestor solicitou a recuperação do trecho comprometido e mostrou preocupação com os ricos de tráfego no local. “São inúmeras pessoas que trafegam pelo local e entendo como nossa obrigação cobrar a recuperação imediata do trecho, antes que aconteça uma tragédia”, enfatiza.

Weber afirma que o problema trata-se de uma questão regional. “Não é somente famílias e pessoas de São Ludgero que trafegam pelo local, diariamente. A cobrança é por todos que trafegam pela rodovia”, salienta.

De acordo com a assessoria do secretário da infraestrutura, os recursos já foram destinados aos órgãos competentes para realizar a obra.

Recuperação deve iniciar nesta semana
O superintendente regional Sul do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), Lourival Pizzolo relata que a empresa que presta serviços ao Deinfra, a Confer já foi contatada e deve iniciar as obras de recuperação do trecho assim que o tempo melhorar. “Já estamos providenciando a recuperação do trecho. A equipe esteve no local na semana passada, porém, com a instabilidade do clima, não conseguiu realizar as obras. Se o tempo firmar esta semana, a manutenção será iniciada”, informa.

 

Foto: Thaise Vieira/Divulgação/Notisul