#Pracegover Na foto, caixa com vacinas sendo retiradas do compartimento de bagagem de um avião
Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

Uma nova remessa com mais 22.230 doses da vacina Pfizer chegou a Santa Catarina às 19h05 desta terça. Do aeroporto de Florianópolis, os imunizantes foram encaminhados para a Central Estadual de Rede de Frio para a organização da logística de distribuição. Desta vez, mais municípios vão receber a vacina da Pfizer, um total de 11 cidades: Blumenau (3.510), Brusque (2.340), Criciúma (3.510), Biguaçu (1.170), Palhoça (1.170), São José (2.340), Balneário Camboriú (2.340), Itajaí (3.510), Jaraguá do Sul (2.340), Joinville (2.340) e Tubarão (1.170).

“Recebemos as doses e nos empenhamos para a criação de uma logística rápida para a entrega das vacinas a todos os municípios. Foram importantes remessas enviadas em menos de uma semana, totalizando mais de 450 mil doses, o que permitirá um avanço significativo na vacinação”, ressalta o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro.

As vacinas da Pfizer devem ser utilizadas como primeira dose (D1) para dar continuidade à vacinação de pessoas com comorbidades, deficiência permanente grave, gestantes e puérperas com comorbidades.

Doses da AstraZeneca já foram distribuídas

As doses da vacina do laboratório AstraZeneca/Fiocruz que chegaram a Santa Catarina na madrugada desta terça-feira, 18, já foram entregues para todas as 17 centrais regionais. A distribuição foi feita na tarde desta terça, 18. As vacinas foram encaminhadas com o avião do Corpo de Bombeiros Militar para as centrais regionais de São Miguel do Oeste, Chapecó, Xanxerê, Concórdia, Videira, Joaçaba, Lages e Mafra. E foram via terrestre para as centrais de Rio do Sul, Grande Florianópolis, Jaraguá do Sul, Joinville, Tubarão, Criciúma, Araranguá, Blumenau e Itajaí.

Das 228 mil doses recebidas do laboratório AstraZeneca/Fiocruz, considerando a necessidade de reservar vacinas para a aplicação da segunda dose, foram distribuídas, neste momento, 83.200 doses para aplicação da primeira dose (D1). As demais doses ficaram armazenadas na Central Estadual da Rede de Frio e serão encaminhadas às Unidades Descentralizadas de Vigilância Epidemiológica de acordo com o intervalo de aplicação da segunda dose (D2), que é de 12 semanas.

Nesta remessa, também foram encaminhadas às centrais regionais, 17.800 doses da vacina do laboratório Sinovac/Butantan, recebidas pelo estado no dia 14 de maio, para serem usadas como D1.

Essas doses também devem ser usadas para dar continuidade à vacinação dos grupos prioritários de pessoas com comorbidades e deficiência permanente grave. Importante lembrar que as doses da vacina Coronavac e Pfizer devem ser utilizadas, preferencialmente, para a vacinação de gestantes e puérperas com comorbidades, considerando a suspensão do uso da vacina do laboratório AstraZeneca/Fiocruz para este grupo.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul