Foto: Reprodução Internet.

O número de pacientes internados em enfermaria nos hospitais de Tubarão com suspeita de Covid-19 ou em tratamento para a doença quase dobrou em 24 horas. De acordo com o boletim emitido pela prefeitura, até esta terça-feira eram 7 pacientes internados, na quarta-feira o número subiu para 12.

Os números preocupam e acendem a luz de alerta para a possibilidade de faltar leitos nos hospitais da cidade porque o número de casos confirmados aumenta todos dias.

A prefeitura não diz se estes pacientes  estão internados nas enfermarias do Hospital Socimed ou Nossa Senhora da Conceição, mas informa de quais cidades são: 1 de Capivari de Baixo, 1 de Jaguaruna, 1 de Tubarão e 1 de Orleans com casos confirmados, a mesma quantidade passada pelo boletim nesta terça-feira. O aumento foi nos casos suspeitos: 4 de Tubarão, 3 de Pescaria Brava e 1 de Gravatal.

O número de pacientes internados em UTI segue com 7, não teve alteração durante este período.

Ao todo são 19 pacientes internados com suspeita de Covid-19 ou em tratamento para a doença.

As assessorias de imprensa do Hospital Socimed e Nossa Senhora da Conceição informaram que os leitos destinados ao Covid-19 ainda operam sem estar em capacidade máxima e que os dois hospitais podem atender à atual demanda do município e região.

 

Notificações aumentam todos os dias em Tubarão

Conforme o boletim da prefeitura de Tubarão, entre terça e quarta-feira foram notificados 239 pacientes que apresentaram algum tipo dos sintomas relacionados ao Covid-19. E conforme o presidente da Fundação Municipal de Saúde, Daisson Trevisol, é hora de acender a luz amarela novamente.

“É um cenário preocupante. Começa com o aumento das notificações, aumento nos casos suspeitos, aumento nas confirmações, aumento nas internações em enfermaria, aumento nas internações na UTI e o que nós mais tentamos evitar: o aumento nas mortes. Um paciente em UTI  demora para ter alta e se tivermos uma demanda grande teremos sérios problemas”.

Daisson diz que a fundação vai se reunir com o Comitê de Crise para uma avaliação geral do problema do Covid-19 na cidade.

Tubarão tem 317 casos confirmados, 273 recuperados, 36 em monitoramento, 4 hospitalizados (3 em UTI e 1 em enfermaria), e 4 óbitos.

“O problema é que já estamos há mais de uma semana aguardando resultados de muitos exames e quando vierem certamente aumentará o número de notificações positivas para o vírus e não sabemos se aumentará também a demanda por internações”, disse o presidente da Fundação.

Em um áudio enviado para a imprensa na noite desta quarta-feira Daisson fez um pedido à população:

“Começamos a acender a luz amarela novamente, e pedimos a população que faça a sua parte, que todos continuem fazendo o seu dever de casa, ou seja, que continue fazendo o distanciamento, que continuem fazendo o isolamento social sempre que possível.

Que evitem sair em alguns locais de aglomeração o tempo inteiro, que não façam festas e não extrapolem. Nós não podemos relaxar neste momento, não é um momento de relaxamento.

Nós precisamos de mais um tempo para vencer essa pandemia. Não podemos relaxar porque se não vamos perder o controle e teremos problemas. Poderemos perder vidas e é o que a gente não quer. O que a gente menos quer nesse momento é ver pessoas adoecendo e complicando com relação a doença”, finaliza.