Com o feriado nacional do dia 12 de outubro, Dia de Nossa Senhora Aparecida, santa padroeira do Brasil e Dia das Crianças, muitas pessoas costumam viajar para visitar parentes e amigos. Além disso, recentemente foram divulgadas aberturas para viagens intermunicipais, interestaduais e até mesmo algumas internacionais.

Porém, todos os cuidados na prevenção à Covid-19 devem ser mantidos. “Naturalmente as viagens quebram um pouco os protocolos de isolamento. Além de estarmos expostos a mais pessoas, o próprio deslocamento e as atividades de lazer e alimentação podem trazer risco de transmissão. Por isso é fundamental tomarmos alguns cuidados”, alerta o infectologista e médico do Complexo Médico Provida, em Tubarão, Dr. Rogério Sobroza de Mello.

Conforme o infectologista, ao se programar para uma viagem é preciso verificar entre os envolvidos se existe alguém do grupo de risco. Caso sim, a melhor indicação, por enquanto, é evitar a viagem.

O segundo passo é checar a ocorrência de tosse, coriza, dores de cabeça e febre. Se alguma pessoa apresentar esses sintomas respiratórios ou um deles, é preciso consultar uma unidade de saúde e verificar se está contaminado.

Caso ainda alguém de casa ou próximo estiver com o coronavírus, o pretendente à viagem pode estar no período de incubação, ou ainda infectado e transmitindo, mesmo sendo assintomático. Dessa forma, a pessoa não deve viajar.

“Outra importante dica é identificar se haverá contato com pessoas do grupo de risco durante a viagem. Se houver, os cuidados devem ser redobrados e devemos pensar em realizar um teste de PCR para a Covid-19, ou teste de antígeno antes de pegar a estrada. O ideal é fazer este exame próximo da viagem, dois a três dias antes. O resultado negativo indica que naquele momento o risco de transmissão é baixo. O resultado positivo sinaliza estar transmitindo a doença, não devendo viajar nos próximos 10 dias. Os testes sorológicos IgG e IgM não indicam necessariamente a transmissão da doença. Eles indicam ter anticorpos, não o vírus”, explica o médico.

Cuidados durante o deslocamento
– Evitar tocar em objetos ou locais desnecessários;
– Evitar o uso de banheiros coletivos no percurso;
– Higienizar as mãos sempre que possível antes e após sair do veículo;
– Prefira carro particular em vez de transporte coletivo (ônibus ou avião);
– Manter as janelas abertas, uso constante de máscara e a distância física;
– Evite tocar no rosto e no nariz;
– Se usar aplicativo Uber, por exemplo, procure sentar no banco de trás e use máscara durante toda a viagem;
– Em transporte coletivo, procure sentar-se sem companhia ou ao lado de pessoas de sua residência;
– Procure levar álcool gel ou lenços desinfetantes com álcool.  Limpe antes as superfícies em contato;
– Evite o uso de dinheiro em cédulas, prefira cartão pessoal;
– Ao chegar ao destino, tome banho e troque todas as roupas;
– Evite aglomerações, abraços, beijos e mantenha distanciamento em sua estadia e sempre que possível.

Cuidados em viagens de turismo:
– Evite viajar. Caso não seja possível, prefira locais menos conhecidos e com menos aglomerações;
– Procure se informar sobre as medidas sanitárias exigidas. Destinos nacionais, no geral, não exigem exames negativos da Covid, já os internacionais, em sua maioria, são obrigatórios ou apresentam restrições a viagens não essenciais;
– Evite filas na compra de ingressos a passeios e parques, compre com antecedência;
– Se for visitar pontos turísticos prefira ir em horários de menor movimento;
– Antes de reservar um hotel certifique-se que há no local um protocolo de segurança em relação ao vírus.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul