#Pracegover Foto: na imagem há um edifício, escadas e uma árvore
#Pracegover Foto: na imagem há um edifício, escadas e uma árvore

O novo decreto do governo estadual, que prevê o toque de recolher em Santa Catarina das 23h desta sexta-feira (26) até às 6h de segunda (1º) e do dia 5 de março às 23h até às 6h do dia 8 de março, também provoca mudanças na programação das instituições religiosas. Com a proibição de qualquer evento, independentemente do número de pessoas, as atividades em casas religiosas, igrejas templos, terreiros, por exemplo, ficam suspensas nos finais de semana, no entanto, no decorrer da semana os atividades poderão ocorrer com apenas 25% de capacidade.

Mais uma vez, as missas e cultos deverão voltar a ser transmitidos pelas telas de um computador, televisão ou pelas rádios, os atabaques novamente serão silenciados e as oferendas terão que aguardar para das prosseguimento em seu ritual. Desde meados do ano passado, após um período de suspensão por causa da pandemia do coronavírus os eventos religiosos como cultos, missas e celebrações tinham sido liberados, porém com o aumento do contágio da Covid-19 novas medidas precisaram ser tomadas.

Os eventos religiosos ocorriam com número reduzido de pessoas, distanciamento social e com máscara de proteção. Os locais deveriam oferecer equipamentos de proteção individual (EPIs) como o álcool em gel 70%.

Nesta sexta-feira, o bispo Diocesano de Tubarão, Dom João Francisco Salm, emitiu um comunicado onde afirmava que além dos princípios e valores cristãos relativos à vida e ao cuidado de uns para com os outros, a Diocese de Tubarão deverá seguir as determinações. Ele lembra que o Jurídico da Diocese informa que o descumprimento destas medidas poderá resultar na aplicação de multa e interrupção das atividades. “Vivemos dias difíceis. Peço que todos se empenhem em motivar as pessoas a levarem a sério todas as medidas protetivas, aceitando com boa vontade as orientações e determinações das Autoridades Civis e da própria Diocese porque o risco que estamos correndo é grande. Procuremos estar unidos neste grande esforço, para o bem de todos”, enfatiza.