#Pracegover Na foto, obra de duplicação na BR 470
Foto: Dnit/Divulgação

A Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano da Assembleia Legislativa promove nesta segunda-feira (3), a partir das 14 horas, reunião ordinária ampliada sobre os impactos para Santa Catarina do corte no orçamento federal de 2021. A reunião contará com a presença do presidente da Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado, Dário Berger (MDB); do presidente da Comissão de Viação e Transportes da Câmara Federal, Carlos Chiodini (MDB); e da coordenadora do Fórum Parlamentar Catarinense, Ângela Amin (PP). Também participarão os representantes da Secretaria de Estado da Infraestrutura, da Secretaria de Estado da Fazenda, Fiesc (Federação das Indústrias de SC) e PGE (Procuradoria-Geral do Estado).

O anúncio de corte de R$ 136,5 milhões no orçamento federal para obras de infraestrutura no estado, afetando a execução de obras nas BRs 470, 282, 280, 163 e 285 foi duramente criticado pelos deputados catarinenses nas sessões de quarta-feira (28) e de quinta-feira (29) e pelo setor empresarial de todo o estado.  Os parlamentares lembraram que no início de abril a Assembleia Legislativa aprovou, por maioria, a liberação de recursos do Estado no valor de R$ 200 milhões para a BR-470, R$ 100 milhões para a BR-163 e mais R$ 100 milhões para a duplicação da BR-280, entre Joinville e São Francisco do Sul, e agora foram surpreendidos com a redução de 50% do orçamento da União.

O presidente da Comissão de Transportes, deputado João Amin (PP), destacou que apenas o setor de infraestrutura sofrerá perdas de mais de R$ 130 milhões que seriam investidos em rodovias extremamente importantes para Santa Catarina. “Precisamos colocar isso em discussão urgentemente para buscar alternativas para minimizar as consequências para o estado.”

Além do setor de infraestrutura, os vetos do governo federal vão afetar também os investimentos na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), assistência social, aquisição de máquinas, pesquisa e inovação, educação profissional, recuperação ambiental e saúde.

Com informações da Alesc

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul