Tubarão contabiliza 21 novos casos nas últimas 24 horas. A informação foi passada pelo secretário municipal de Saúde, Daisson Trevisol, por meio do boletim informativo diário, no fim da tarde desta terça-feira (7).

Daisson faz um alerta às pessoas que tem procurado farmácias, laboratórios e a própria Fundação Municipal de Saúde (FMS) para fazer o teste rápido. “Temos repetido e informado a todos, que teste rápido não serve e vai dar negativo, quando feito em pessoas que já tiverem apresentado os primeiros sintomas ou até o oitavo dia dos sintomas”, afirma.

Ele esclarece como ocorrem as ações e explica que para cada caso e realizado um protocolo. “Qualquer pessoa que tiver qualquer tipo de sintoma deve procurar o atendimento médico. Nesse atendimento, o médico vai sugerir o afastamento da pessoa por pelo menos sete dias”, pontua.

O paciente, segundo o secretário, será encaminhado para o Centro de Operações de Emergências Municipais em Saúde (Coems), para orientações e para que seja feito o teste do PCR. “Depois vir o resultado ou depois de 10 a 12 dias, se necessário é efetuado o teste rápido”, ressalta.

“Não adianta as pessoas procurarem as farmácias e laboratórios, para realizarem os testes rápidos no início dos sintomas. O teste vai dar negativo e isso não significa que a pessoa tenha um resultado negativo para o coronavírus”, explica.

Essa postura para ele, acaba complicando mais a situação. “Porque algumas pessoas vão fazer o atendimento na policlínica. Fazem o teste do PCR, que leva de dois a três dias para vir o resultado. Vai na farmácia dá negativo e volta para as suas atividades”, observa.

Nestes casos, o que pode ocorrer é de a pessoa estar contaminada, no teste rápido o resultado dar negativo e quando o teste do PCR chega, apresenta resultado positivo. Para o secretário, essa atitude pode comprometer a saúde das pessoas próximas. “Sigam as orientações do Coems, pois estamos fazendo da forma mais correta possível dentro de um protocolo”, assegura

 

Atualização dos números

Em Tubarão até a noite desta terça-feira (7), 1.235 pessoas seguem em monitoramento. Nas últimas 24 horas foram 610 casos registrados e 480 liberados. Dos acompanhados 112 estão em monitoramento, quatro confirmados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) – três adultos e um na pediatria – e seis nas enfermarias.

Hoje no Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), são 31 hospitalizados no município. Destes, 24 em enfermaria (seis confirmados e sete suspeitos de Tubarão). Na UTI adulto são 16 pacientes (de Tubarão são três confirmados e seis suspeitos).

 

Entre no nosso grupo do telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/Notisul