Os governos da Paraíba e de Goiás decidiram hoje decretar situação de emergência em saúde pública por conta do coronavírus. O decreto paraibano será publicado no Diário Oficial do Estado de amanhã. Pela manhã, o governo de Minas Gerais também anunciara decreto de emergência similar. A Paraíba não tem nenhum caso confirmado até agora. Já em Goiás são três ocorrências, segundo balanço de hoje do Ministério da Saúde.

O governador paraibano João Azevedo (Cidadania) informou que a decisão levou como base o Estado de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional, decretado pelo Ministério da Saúde, e a declaração de pandemia anunciada pela OMS (Organização Mundial de Saúde).

Até o momento, seis casos suspeitos foram descartados e outros 16 estão em investigação no estado. Um dos fatores de preocupação dos paraibanos é que os estados vizinhos de Pernambuco (2) e Rio Grande do Norte (1) já registram casos confirmados da doença.

O decreto também determina a criação de um Comitê de Gestão de Crise, coordenado pelo governador e pela Secretaria de Estado da Saúde. O grupo tem sua primeira reunião agendada para a próxima segunda-feira (16).

Casos confirmados de coronavírus no Brasil

São Paulo 56; Rio de Janeiro 16; Paraná 6; Rio Grande do Sul 4; Goiás 3; Bahia 2; Distrito Federal 2; Pernambuco 2; Santa Catarina 2; Minas Gerais 2; Espírito Santo 1; Alagoas 1 e Rio Grande do Norte 1. Totalizando 98 casos confirmados. As informações são do Ministério da Saúde, atualizado atualização das 16h desta sexta-feira (13).

Durante reunião hoje com secretários de estado, Azevedo também determinou o adiamento das plenárias para debate do Orçamento Democrático e de toda atividade do governo que envolva aglomeração de mais de 100 pessoas.

O governo também pediu antecipação ao Ministério da Saúde de uma vistoria para que a Paraíba realize os testes de virologia que detectam o coronavírus em até 24 horas. 

Além disso, o governo disponibilizou um plantão telefônico que funciona 24 horas por dia para tirar as dúvidas sobre o coronavírus. Os números são: (83) 99146-9790/99146-9250/99147-0810.