A demora no retorno, por parte do Governo do Estado, com relação a implantação de novos leitos de UTI na região da Amurel, foi motivo de debate na videoconferência realizada na noite desta quarta-feira (6). O encontro, envolveu os prefeitos dos 18 municípios que fazem parte da entidade e representantes de hospitais.

Desde que a Associação dos Municípios da Região Lagunar enviou, na última semana, a solicitação ao Governo do Estado, para a implantação de novos leitos de UTI em Tubarão (10), Imbituba (10), Laguna (10) e Braço do Norte (10), a Secretaria Estadual de Saúde não se manifestou quanto a possível homologação das unidades através do Sistema Único de Saúde (SUS).

Em comum acordo, os prefeitos decidiram reiterar o pedido à Secretaria Estadual de Saúde, mas, desta vez, de forma mais incisiva. “É importante que se reitere o pedido ao Estado, com mais cobrança e, acima de tudo, com mais urgência”, disse o Prefeito de Imbituba e Presidente da Amurel, Rosenvaldo da Silva Júnior.

O Prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli pediu, também, que o tom de cobrança seja mais elevado, para que o Estado mude a atitude e atenda a solicitação da região, já que, neste momento, não é possível detectar quando será o novo pico da pandemia do Covid-19 em Santa Catarina.