Quase um bilhão de pessoas em todo o mundo foram confinadas neste domingo (22) para conter a pandemia de coronavírus, que já deixou mais de 13 mil mortos e pelo menos 300 mil infectados, enquanto se espalha para novos países, incluindo a Colômbia, que anunciou sua primeira vítima mortal.

 

A pandemia levou 35 países a aplicar medidas severas de contenção, que paralisam economias, transporte e vida cotidiana. Na Itália, o país mais afetado, a situação está se agravando, com mais de 4,8 mil mortes, um terço do total mundial. O primeiro-ministro Giuseppe Conte anunciou o fechamento de todas as fábricas não essenciais em uma mensagem televisionada na noite de sábado.

O país, de 60 milhões de pessoas, é atualmente o epicentro da doença, que apareceu no centro da China em dezembro e depois se espalhou para o resto do mundo. A Itália registra um número de mortes semelhante ao da China continental e ao do Irã – o terceiro país mais afetado do mundo – juntos, e tem uma taxa de mortalidade de 8,6% entre os casos confirmados da Covid-19, significativamente mais elevada do que na maioria países.

Foto: Patrícia de Melo Moreira/AFP)