Wagner da Silva
Grão-Pará

Há pouco mais de um mês, a inadimplência dos consumidores preocupa o recém empossado presidente da Cooperativa de Eletricidade Grão-Pará (Cergapa), Sávio Müller. A grande maioria ainda não procurou a cooperativa para acertar as suas pendências. E os usuários passaram a receber uma notificação sobre o débito com a fornecedora.

Quem não renegociar a dívida ou deixar de quitar a fatura poderá sofrer cortes. “A lei é bastante clara e não podemos absorver a inadimplência, afinal, refletirá no bom pagador também. Quem não quitar a sua dívida, infelizmente, terá o fornecimento suspenso até que a questão financeira fique em dia”, avisa Sávio.

O prazo legal para colocar as contas em dia é de 15 dias após o vencimento da fatura. “Estamos à disposição para tratar de cada caso individualmente”, garante Sávio, e expõe ainda que a cooperativa foca o atendimento de qualidade e investe em melhorias na rede. “Queremos cada vez mais prestar um melhor atendimento, fornecer energia com qualidade e deixar nossa cooperativa estruturada. Trabalhamos para isso. Daí a importância do consumidor fazer a sua parte”, completa.

O grande objetivo para este ano é a geração de energia elétrica, que depende de liberações ambientais. Sávio lembra que a construção de redes e os trabalhos de manutenções diversas estão em ritmo acelerado. “Está em construção uma rede com extensão de aproximadamente cinco quilômetros que se trata de um projeto social para possibilitar internet às comunidades do interior. O investimento será de aproximadamente R$ 15 mil”, informa o presidente da Cergapa.