O Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina iniciou, na terça-feira, a preparação de aproximadamente 1.300 urnas, que serão utilizadas nas Eleições do Conselho Tutelar em 6 de outubro deste ano. Além das urnas, o tribunal auxilia a operacionalização do pleito por meio de envio dos arquivos dos cadernos de votação para impressão, suporte operacional e logístico e treinamento de técnicos para atuação no dia da votação.

A preparação das urnas é realizada em quatro etapas: carga de informações, teste nas urnas, conferência para verificar se está tudo correto e embalagem das urnas. “Os procedimentos feitos aqui são muito semelhantes aos das eleições oficiais. As urnas recebem inicialmente a carga da seção, onde estão contidas as informações dos eleitores. Após isso há uma segunda etapa onde todas as urnas passam por um autoteste. Depois, as urnas são todas conferidas por pessoas especialmente designadas para isso. Por fim, as urnas são desligadas e embaladas”, explicou o chefe da seção de voto informatizado, João Sebastião de Andrade.

A partir do próximo dia 25, as urnas serão distribuídas para 119 municípios do Estado, onde ao todo 4.289.785 eleitores poderão votar por meio do processo eletrônico. As demais 176 cidades, responsáveis por 796.534 eleitores, utilizarão urnas de lona. A escolha dos locais que terão eleição com urna eletrônica ou de lona foi feita com base no tamanho do eleitorado e também por serem sedes de comarca.

 Mais de 1.5 mil conselheiros tutelares serão eleitos no Estado

As eleições do Conselho Tutelar serão realizadas no Brasil todo, no dia 6 de outubro. Em Santa Catarina, 5.086.319 eleitores estão aptos a votar para elegerem os cerca de 1.5 mil conselheiros tutelares do Estado, ao menos cinco por cidade.

Para realizar o pleito no estado, foi criado um Grupo Interinstitucional, do qual o TRE-SC faz parte, integrado também pelo Ministério Público de Santa Catarina, Federação Catarinense de Municípios, Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente, Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação e Associação Catarinense de Conselheiros Tutelares.

O apoio do tribunal para as eleições dos conselheiros tutelares em Santa Catarina visa garantir os direitos dos cidadãos, por meio de parcerias estratégicas com outras instituições e do aperfeiçoamento do atendimento aos eleitores.