Bertoldo Weber
Braço do Norte

Pela primeira vez na história da Cooperativa de Crédito Rural do Vale (Credivale), duas chapas disputarão a eleição para escolha dos membros que formarão o conselho administrativo e fiscal da entidade. A assembléia geral ordinária ocorre amanhã, no salão paroquial da igreja matriz Nosso Senhor do Bom Fim, em Braço do Norte, às 9 horas. Além da eleição, a atual diretoria fará a prestação de contas e o balanço de 2007, cujo resultado é de R$ 4 milhões negativos.

A chapa 1 é formada pela atual diretoria. O presidente Mário Wensing disputará a reeleição contra o candidato da chapa 2, Deivid Loffi Becker, atual membro do conselho fiscal da Credivale.
Wensing tem como metas a recuperação de capital provisionado, baixa na taxas de juros, ampliação da liberação de recursos para custeio e investimento no meio rural, aumento do número de associados, melhorias e abertura de novas agências, novas estratégias para o Comitê de Crédito, cursos profissionalizantes para os funcionários e membros da diretoria, conselho fiscal e administração.

Já o adversário, Becker, estabeleceu como plano de metas a recuperação das perdas, melhor distribuição dos recursos, colocar em prática a verdadeira política do cooperativismo, elaboração de informativo trimestral para divulgar os trabalhos, revisão e alteração do estatuto e regimento interno, criação de novas linhas de financiamentos, ampliação dos convênios e reverter os tributos à projetos sociais. A expectativa é que aproximadamente dois mil sócios, do total de cinco mil, participem da assembléia.