Atualmente, 13 irmãs da congregação residem em Tubarão. - Fotos: HNSC/Divulgação/Notisul.
Atualmente, 13 irmãs da congregação residem em Tubarão. - Fotos: HNSC/Divulgação/Notisul.

Tubarão

Responsável pela fundação do Colégio São José e do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), ambos em Tubarão, a Congregação das Irmãs da Divina Providência completa 174 anos de fundação na próxima quinta-feira.

Em comemoração à data ocorre uma missa em ação de graças às religiosas que residem na Comunidade Cristo Rei, e que atuam no HNSC e no São José, agendada para as 15 horas, na Capela do Hospital. Neste dia, inicia também o Ano Jubilar da Misericórdia, que se estenderá até 3 de novembro do próximo ano, quando a congregação completará 175 anos.

No Brasil há 119 anos, as religiosas da Divina Providência desenvolvem uma vasta missão, atuando, principalmente, na área da saúde e educação formal. Fundada em Münster, na Alemanha, pelo padre Eduardo Michelis, a Congregação conta com aproximadamente 1,4 mil religiosas espalhadas por todas as partes do mundo. Atualmente, 13 irmãs residem em Tubarão.  

Em Santa Catarina, elas também atuam no Hospital Santa Isabel, de Blumenau, Hospital São José e Maternidade Chiquinha Gallotti, de Tijucas.

Na área educacional, a instituição também está à frente do Colégio Sagrada Família, de Blumenau, Colégio Stella Maris, de Laguna, e Colégio dos Santos Anjos, de Joinville. Além de marcarem presença em grande parte do solo brasileiro, as religiosas da Congregação das Irmãs da Divina Providência desenvolvem seus trabalhos em países vizinhos, como Bolívia e Paraguai, e em Moçambique, na África.