Obras da ponte de Congonhas encerram hoje, mas, do lado de Tubarão, interdição permanecerá.
Obras da ponte de Congonhas encerram hoje, mas, do lado de Tubarão, interdição permanecerá.

Andréa Raupp Alves
Jaguaruna

Um diz uma coisa e outro o oposto quanto ao tráfego sobre a ponte de Congonhas – divisa entre Tubarão e Jaguaruna. Para o secretário de desenvolvimento urbano da prefeitura de Tubarão, Nilton de Campos, a ponte está condenada. Já o prefeito de Jaguaruna, Inimar Felisbino Duarte (PMDB), garante que é segura para veículos de até duas toneladas.

“Eu asseguro e, se ocorrer algum acidente, o que acredito ser impossível, podem vim cobrar de mim”, afirma Inimar.
A ponte está interditada para a passagem de veículos desde o dia 11 de setembro – depois de passar por vistorias solicitadas pelas administrações dos dois municípios e o laudo emitido pelo engenheiro civil da secretaria de planejamento de Tubarão, Richard Rodrigues Alexandre.

Ontem, funcionários da prefeitura de Jaguaruna iniciam os trabalhos de troca de madeiras, nivelamento da ponte e construção de proteção lateral. O local tem tráfego intenso nessa época, pois é acesso às praias da região. “Não dá para esperar o início das obras, que deve ocorrer no início de 2010”, explica o prefeito Inimar.

Já o secretário Nilton, questiona a legalidade das obras provisórias no local. “O dinheiro para fazer a ponte já existe, por meio do convênio feito entre as duas prefeituras e o governo Federal, e a atual obra não tem participação nenhuma da prefeitura de Tubarão. Do nosso lado, a ponte continuará interditada”, assegura.

Na teoria, ponte está interditada desde setembro

Após uma avaliação minuciosa, a ponte sobre o Rio Congonhas foi interditada no dia 11 de setembro. O laudo foi emitido por engenheiros civis e secretários das prefeituras de Tubarão e Jaguaruna, que elaboraram e apresentaram um relatório técnico às autoridades competentes, sugerindo a proibição do tráfego de veículos e pedestres.

A construção da nova ponte – de concreto – está orçada em cerca de R$ 900 mil. O convênio foi firmado em maio de 2008. O governo do estado repassou R$ 500 mil, a prefeitura de Tubarão R$ 150 mil e a de Jaguaruna outros R$ 150 mil, sendo que esta ficou com a administração dos recursos.
A nova ponte de Congonhas terá 85 metros de comprimento, duas faixas para veículos, corrimão e todas as medidas necessárias para segurança dos usuários.