Zahyra Mattar
Capivari de Baixo

Hoje, às 19 horas, os aprovados no concurso público da prefeitura de Capivari de Baixo seguem com faixas para a câmara de vereadores. O objetivo é repetir o protesto feito ontem de manhã, em frente ao prédio do executivo municipal. O grupo reivindica explicações quanto ao pleito, homologado em agosto do ano passado.
Até agora, nenhum dos aprovados foi chamado para ocupar a vaga a que concorreu.

Semana passada, o grupo impetrou um mandado de segurança para impedir a contratação de profissionais em caráter temporário (ACTs). Eles alegam que algumas funções são preenchidas por contratados, enquanto outros serviços, caso da coleta de lixo, são feitos por empresas terceirizadas.
A prefeitura anunciou ontem que o jurídico irá manifestar-se sobre o assunto esta semana. A alegação é que há irregularidades no pleito. Porém, conforme as advogadas contratadas pelos aprovados, Tatiana Petrov e Francieli Minosso, não há qualquer impedimento legal. A dupla foi até o fórum e constatou não haver nenhuma ação que impeça a efetivação dos aprovados.

Os coordenadores do movimento, Douglas Martins Antunes, aprovado para a Guarda Municipal, e Rafaela Fernandes Martins, para uma vaga de professora, garantem que o grupo apenas quer resolver a questão. “O protesto é tão legítimo quanto as vagas para as quais fomos aprovados. Amanhã (hoje), vamos para a câmara pedir apoio político à causa. É nosso futuro que está em jogo”, pontua Rafaela.