Após o decreto Estadual de que apenas os serviços essenciais devem continuar funcionando, o comércio de Tubarão já começou fechar as portas. 

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas Rafael Silvério, informou que a prioridade no momento é manter a população saudável.

Rafael disse que está em reunião com autoridades nesta quarta-feira (18) para pensar em medidas que amenizem o impacto na economia local. 

“Serão 7 dias em que a empresa não terá nenhum receita e isso é prejudicial para todos, principalmente para micro e pequenas empresas que não possuem fluxo de caixa suficiente para se manter durante esse período”, explica. 

A maior preocupação dos lojistas é que o Governo do Estado ainda não se manifestou em relação a incentivos aos empresários. 

“Estamos preocupados e pensando em como amenizar a situação. Sena nada for feito por parte do Governo podemos ter fechamento de muitas empresas, ou demissões para manter o estabelecimento aberto”.