Comerciantes de Braço do Norte fortalecem serviço de delivery

CDL de Braço do Norte iniciou campanha para que comerciantes não fiquem completamento parados

Braço do Norte

Comerciantes de Braço do Norte intensificam, a partir desta terça-feira (31), o comércio delivery (sistema de tele-entrega). É uma maneira de enfrentar a crise econômica gerada pela crise da saúde surgida em virtude da pandemia do novo coronavírus, principalmente em Santa Catarina, onde está vigente um decreto assinado pelo governador Carlos Moisés, o qual  proíbe que o comércio em geral abra suas portas para que se evitem aglomerações de clientes. Já estamos na segunda semana de fechamento das lojas e, conforme autorizado desde a última sexta-feira (27) e reforçado em recente decreto nesta semana, fica autorizado o serviço de delivery também para este público, que é um dos que mais sofre com o fechamento dos seus estabelecimentos.

Uma campanha foi criada: “Não é hora de se acomodar nem de desistir. Diante da crise, resta-nos se adaptar e dar o nosso melhor. Nossa dica de ouro para você, associado: não se entregue, faça entrega! Mantenha um bom relacionamento com seu cliente, adapte seu negócio para entregas durante esse período de quarentena, não fique parado! Nosso futuro depende de cada um de nós”, resume a estratégia de marketing adotada pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Braço do Norte.

Conforme o presidente da CDL da cidade, Tulio Uliana Demay, o serviço funcionará desta maneira até que acabe esta quarentena. As contas e compras também podem ser pagas por meio depósito ou transferências bancárias. “Portanto, o comércio está em funcionamento, mas somente no sistema de delivery. Começamos as divulgações desta campanha a partir desta terça-feira. São aproximadamente 350 associados da CDL em Braço do Norte”, informa Tulio.

É importante frisar que o comércio delivery está ativo em todas as cidades do Estado. As lojas deverão ser reabertas de forma definitiva a partir do próximo dia 7, quando se encerra o atual decreto vigente.