Florianópolis

De acordo com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), no Brasil, 54% da população está com sobrepeso. Entre as crianças menores de cinco anos, 7,3% registram peso acima do ideal. Para trabalhar hábitos alimentares saudáveis desde a infância, está sendo trabalho nas escolas da rede o projeto Todos Contra a Obesidade.

No programa, os nutricionistas das empresas fornecedoras de alimentação escolar estadual, a Nutriplus e a Risotolândia, percorrem as unidades de ensino e discutem com os alunos sobre hábitos e alimentação saudável. O sedentarismo infantil é outro alerta, pois costuma ser a causa de sérios danos à saúde, que podem refletir na vida adulta.

“O combate ao sobrepeso passa pela introdução de hábitos alimentares saudáveis que são criados principalmente na infância, por isso, a SED oferece na alimentação escolar prioritariamente alimentos in natura, para formar esses hábitos e assim combater a obesidade” explica a gerente de Alimentação Escolar, nutricionista, Osanilda Melo.

No projeto ocorre a interação entre a nutricionista e o aluno, abordando temas voltados ao bem-estar para o crescimento, a aprendizagem e o rendimento escolar, como escolhas saudáveis dos alimentos, prática de atividade física e qualidade de vida, composição equilibrada da refeição, consumo consciente e importância do consumo de frutas, verduras e água.

Dicas dos nutricionistas

Entre as dicas repassadas, destacam-se a montagem do prato colorido, o consumo das frutas, a diversidade dos legumes e verduras, o descascar mais e desembalar menos e o consumo de alimentos menos processados.

“Os alunos aprendem muito pelo exemplo, por isso é importante a prática de exercícios físicos e a refeições saudáveis no ambiente escolar e familiar desde cedo. Os projetos de educação nutricional trazem mudanças nos seus hábitos que farão muita diferença agora e no futuro”, destaca o nutricionista e coordenador da Nutriplus em SC, Guilherme Barbieri.

“É muito importante que as crianças aprendam desde cedo a prestar atenção àquilo que estão comendo, além de serem estimuladas a fazer atividades físicas com frequência, porque estes hábitos continuarão a reverberar na vida adulta de todos, tornando-os pessoas mais conscientes de suas ações para ter um corpo saudável”, destaca a gerente de operações da Risotolândia no Estado, Renata Maluly.