As monitoras Ionara Damaceno (esquerda) e Rosângela de Cássia Moraes afirmam que os motoristas estão mais conscientes quanto ao uso do Estacionamento Fácil. A maioria está ‘afiada’ em usar o cartão e o parquímetro
As monitoras Ionara Damaceno (esquerda) e Rosângela de Cássia Moraes afirmam que os motoristas estão mais conscientes quanto ao uso do Estacionamento Fácil. A maioria está ‘afiada’ em usar o cartão e o parquímetro

Angelica Brunatto
Tubarão

 
O caráter educacional do Estacionamento Fácil, em Tubarão, continua. A cobrança das vagas deverá começar a ser feita no dia 2 do próximo mês. Por enquanto, apenas duas ruas estão com o sistema em funcionamento.
A expectativa é que até o dia 30 deste mês, todas as ruas que abrangem o primeiro setor recebam os monitores e parquímetros, o primeiro prazo estabelecido havia sido a metade deste mês.
 
Por enquanto, os parquímetros estão ativados somente nas avenidas Marechal Deodoro (beira rio da margem direita) e Marcolino Martins Cabral (entre o Art Hotel e a rua José Ferreira Lima – esquina do HSCB).
 
A expectativa do Consórcio Extran, responsável pela administração do estacionamento rotativo, é que o sistema esteja ativado até a rua Coronel Collaço até esta sexta-feira. “Não tenho pressa, quero prestar um serviço consistente à comunidade”, valoriza o diretor da Extran, Sérgio Diniz.
 
Mesmo em caráter educativo, já é possível observar locais vagos no centro da cidade. “Isto ocorre com maior frequência. Também observamos que muitos migraram para pontos alternativos, sem a demarcação do Estacionamento Fácil”, descreve Sérgio.
 
Para ocupar a vaga rotativa, é preciso adquirir o cartão, ao custo de R$ 3,50, à venda em vários pontos da cidade e no escritório do consórcio, na rua Lauro Müller (beira rio). Cada hora para carros custa R$ 1,25, e para motos, R$ 0,62. Só é cobrado o tempo permanecido na vaga.
 
Energia solar
Após alguns estudos, os gestores do Consórcio Extran, responsável pela administração do estacionamento rotativo em Tubarão, mudaram a forma de abastecer o sistema. Agora, todos os parquímetros funcionam por meio de energia solar. Os painéis já estão instalados nas avenidas Marcolino Martins Cabral e Marechal Deodoro. Inicialmente, o projeto previa a alimentação por baterias. “Percebemos que esse procedimento nos daria muito trabalho, porque teríamos que carregar as baterias a cada dois meses”, revela o diretor da Extran, Sérgio Diniz. Caso a energia solar não seja capaz de completar a carga, em casos de períodos nublados, a recarga será feita à noite, por fonte elétrica.
 
Troca de bottons e cartões
O período para a troca de bottons e cartões da antiga Área Azul foi prorrogado. Os usuários podem fazer a troca no escritório do Consórcio Extran, nova administradora do sistema de estacionamento rotativo em Tubarão. Cada botton será trocado pelo valor de R$ 5,00 e as cartelas pelo preço contido nelas. Estes valores serão revertidos em horas no cartão do Estacionamento Fácil. Mesmo com o período estendido, conforme o diretor Sérgio Diniz, a procura pelo serviço está baixa. 
 
Horário e como funciona
• O Estacionamento Fácil de Tubarão funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 18 horas. Aos sábados, o serviço é das 8 horas ao meio-dia.
• Para estacionar o carro em uma vaga, é necessário apenas inserir o cartão no parquímetro. Automaticamente, será descontado o tempo de permanência na vaga. Todo o sistema é interligado. 
• Quando o usuário para o carro em uma vaga, um sensor de presença dá, automaticamente, 90 segundos para que ele insira o cartão.
• Os dados são enviados para uma central. Caso haja alguma irregularidade, a Guarda Municipal – responsável pela fiscalização do estacionamento – será acionada. 
• Eles usarão uma espécie de tablet, que receberá os dados dos veículos estacionados irregularmente. A multa chega a aproximadamente R$ 52,00.