Wagner da Silva
Braço do Norte

A quantidade de chuva que caiu sobre a região está dentro do normal, mesmo assim foi suficiente para destruir boa parte dos acessos nos interior dos municípios do Vale do Braço do Norte. A cidade com mais problemas é Grão-Pará. As estradas estão, mais uma vez, destruídas.

Ontem, o prefeito Valdir Dacorégio (PMDB) visitou as comunidades interioranas. O principal objetivo foi mapear os pontos mais críticos. “É inegável que com as seguidas e fortes chuvas alguns trechos, principalmente aqueles que ligam a estrada geral às propriedades rurais, estão em péssimo estado”, admite Dacorégio.
Segundo o prefeito, mesmo com o maquinário precário, o trabalho de manutenção nos mais de 700 quilômetros de estradas municipais continuará. “Nenhum esforço humano é capaz de sanar os estragos causados por alguns minutos de temporal, como os que caíram sobre Grão-Pará e região nos últimos dias”, lamenta o prefeito.

Dacorégio torce para que o registrado no último ano volte a repetir-se. Em janeiro de 2009, várias comunidades de Grão-Pará ficaram isoladas em função das fortes chuvas. O prefeito também conta com a aquisição do novo maquinário para a secretaria de obras. “Em breve deveremos ser contemplado com mais algumas retroescavadeiras e outras máquinas. Isto proporcionará maior agilidade no atendimento a população”, sublinha o prefeito.

Moradores de São Ludgero reclamam
de falta de manutenção nas ruas

São Ludgero

As chuvas dos últimos dias serviu para deixar os moradores do bairro Encosta do Sol, em São Ludgero, ainda mais indignados com a manutenção das ruas da comunidade.
Na esquina entre as ruas Hercílio Luz e Heriberto Warmeling, o solo cedeu e uma enorme cratera abriu-se. Segundo os moradores isto ocorreu por um erro quando a tubulação foi colocada. A rua foi rebaixada mais do que deveria.

No local, o escoamento deixado pela máquina, colocada abaixo da rede coletora, causou a erosão. “A cada chuva, este buraco fica maior. Faz aproximadamente seis meses que não é feita a manutenção destas ruas. Podem ocorrer acidentes graves aqui”, alerta o morador Amilton May.
A redação do Notisul tentou contato com o secretário de obras da prefeitura de São Ludgero, Bertino Hobold, mas ele estava no interior da cidade, onde contabilizava os estragos causados nos acessos rurais do município após a chuva de ontem.