#Pracegover Na foto, chuva de meteoros, céu estrelado e a lua
Eta Aquáridas registrada no Deserto de Pilbara, na Austrália em 2013. Créditos: Colin Legg/ Divulgação

O planeta Terra atravessa a parte mais densa da trilha de detritos deixada pelo Cometa Halley, e o espetáculo de chuvas de meteoros têm sido constante, principalmente no Hemisfério Sul.

Essa atividade começou em 21 de abril deste ano e vai até de 12 de maio, próxima quarta-feira. Mas é entre a noite de hoje (5) e madrugada de quinta-feira (6), o momento de maior intensidade das chuvas, a Eta Aquáridas. Poderemos ter até 50 meteoros por hora.

De acordo com o Portal Olhar Digital, a Eta Aquáridas é a primeira das duas chuvas anuais de meteoros associadas ao Cometa Halley. A outra é a Oriónidas que acontece no mês de outubro, mas não é tão intensa quanto esta primeira.

Além da quantidade de meteoros, a chuva desta madrugada chama a atenção porque será constante. De acordo com o portal Olhar Digital, os fragmentos passarão pelo céu em uma velocidade em torno de 252 mil quilômetros por hora, o que gera meteoros muito rápidos e luminosos. Alguns meteoros da Eta Aquáridas podem ser bastantes luminosos e até explosivos.

No Brasil, quem estiver mais próximo à linha do Equador será mais privilegiado, podendo observar até 40 meteoros por hora. De acordo com o mapa abaixo Santa Catarina, representado por Florianópolis, tem uma média esperada de 35.9 meteoros por hora.

Taxa média de meteoros por hora para a Eta Aquáridas em 2021 em condições ideais de observação. Créditos: BRAMON

Mas tudo isso levando em consideração as condições ideais de observação como uma noite sem nuvens e local afastado das luzes das grandes cidades. Para quem não consegue sair de área urbana a dica é apagar o máximo de luzes ao redor minutos antes de iniciar as observações.

Os meteoros da Eta Aquáridas devem começar a surgir a partir das 2 horas de quinta-feira, mas só vão ficar mais frequentes a partir das 3h30, com intensidade maior no final da madrugada, antes do crepúsculo matutino.

O radiante da Eta Aquáridas fica na constelação de Aquário, mas não é preciso ficar olhando na direção dessa Constelação para ver os meteoros. Eles surgirão em todas as partes do céu, parecendo vir da direção da Constelação.

Radiante da Eta Aquáridas. Créditos: BRAMON

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul