Tubarão

A Epagri/Ciram informou que há risco de alagamentos devido à maré alta nas regiões mais baixas do litoral catarinense entre hoje e esta sexta-feira. O fenômeno ocorre devido à influência da maré viva (maré de sizígia) e de ventos do quadrante Sul, que provocam empilhamento da água marinha na costa. A previsão é de ondas de 2 metros a 2,5 metros próximo ao litoral.

Os locais de maior risco, de acordo com informações da Epagri/Ciram, são os próximos a desembocaduras de rios, rodovia Diomício Freitas, Centro de Eventos CentroSul, praias do Sul da Ilha de Santa Catarina, avenida Atlântica de Balneário Camboriú, Barra Velha, Araranguá, Laguna, Itajaí e Joinville.

Nesta quarta-feira (13), a previsão é de chuva fraca no Litoral e Norte catarinenses durante a madrugada. No decorrer do dia, o Sol aparece acompanhado de muitas nuvens na maioria das regiões. A mudança no clima ocorre devido à influência de uma massa de ar frio de origem polar, que avança por Santa Catarina e também deve baixar as temperaturas no Estado.

Há condição de geada ampla prevista a partir de amanhã das áreas altas do Oeste ao Planalto e de forma isolada no Vale do Itajaí e Florianópolis, especialmente na sexta-feira e no sábado. As temperaturas continuam baixas e mais nuvens e nevoeiros devem se formar na madrugada e manhã, com presença de Sol em todas as regiões no decorrer do dia. Ainda segundo a Epagri/Ciram, as condições climáticas devem favorecer a pesca das tainhas no Estado. “Associada ao vento Sul, a maré alta aumenta a expectativa de melhora na captura das tainhas na próxima semana no estado de Santa Catarina”, comunicou.