Em 2011, Wang Shangkun (hoje com 25 anos), usou o mercado negro para vender um rim a fim de comprar um iPad, o seu sonho de consumo. Pelo órgão, o chinês de Anhui recebeu o equivalente a R$ 11,8 mil. 

Com o dinheiro, Wang comprou não somente um iPad, como também um iPhone 4. “Por que preciso de um segundo rim?”, disse ele à época, de acordo com a imprensa local. 

Só que, segundo reportagem do “Mirror”, o outro rim de Wang apresentou problema e está entrando em falência. O chinês está agora internado. Sua vida depende da hemodiálise. 

O chinês começou a apresentar problemas renais logo após a cirurgia. Ele teria contraído uma infecção por causa do ambiente nada sanitário onde a remoção do rim foi feita. Além disso, não houve cuidados pós-operatórios ideais. 

Em 2012, nove pessoas foram presas em conexão ao caso, incluindo dois médicos que fizeram a cirurgia, realizada na cidade de Chenzhou (província de Hunan).