Zahyra Mattar
Tubarão

Nada melhor do que cumprir a missão durante o ano, celebrar o Natal no melhor estilo, festejar o Ano-Novo com todas as “mandingas” para começar o próximo com o pé direito, colocar a família toda dentro de um carro e sair para as merecidas férias. Claro que nem todos conseguem fazer isso, nesta ordem, mas há sempre um momento para relaxar.

Após aquela ‘semanada’ de diversão, nada pior do que retornar para casa e encontrar vestígios de uma surpresa desagradável. Tudo revirado, objetos faltando. Deixar a casa sozinha nessa época pode ser sinônimo de dor de cabeça, mas existem ações simples que podem proteger a residência contra invasões e roubos. As dicas são da Polícia Militar de Tubarão.

Em primeiro lugar, ainda em casa, é importante ter cuidado para que a empolgação não faça alguns detalhes passarem despercebidos. Portões, portas e janelas, tudo deve estar trancado e vale a pena checar novamente antes de sair. Não esqueça também de travar a alavanca do botijão de gás.
É possível reforçar as entradas para a casa com trincos, trancas e cadeados internos. Se essa for a escolha, deve-se evitar colocar cadeados do lado externo do portão, pois isso é um sinal de que não há ninguém. Se for possível, vale também instalar dispositivos de segurança como alarmes e sensores de presença.

Atenção como lado de fora

Tudo pronto dentro de casa? Agora é a vez do terreno. O segredo para proteger a casa é transmitir a impressão de que ela não está vazia. Se a viagem for um pouco mais prolongada, pode-se, por exemplo, pedir a algum parente ou vizinho de confiança para visitar a casa algumas vezes, abrir portas, janelas, regar o jardim. Se a pessoa não for de carro, é bom que o coloque na garagem.

Para dar a impressão de que a rotina da casa continua, a PM sugere que televisores e aparelhos de som sejam programados para ligarem e desligarem, durante alguns minutos, em certos períodos do dia. As luzes também ajudam, desde que não fiquem acesas o tempo todo. Nesse caso, a sugestão é o uso de lâmpadas com fotocélulas, que acendem ao detectar que a luminosidade natural no ambiente diminuiu.
Outra dica para quem vai viajar é cancelar temporariamente a assinatura de jornais e revistas enquanto estiver fora. Se não quiser fazer isso, outra alternativa é pedir a um vizinho ou alguém de confiança que recolha essas correspondências neste período.