Tubarão

O Centro de Valorização da Vida (CVV) irá começar os seus trabalhos em Tubarão. O curso de seleção de voluntários está marcado para o próximo dia 8, das 8 às 19h. Na região Sul, apenas Criciúma e Braço do Norte possuem postos da instituição filantrópica, que atua na prevenção do suicídio e na valorização da vida.

Com base nos elevados números de suicídio em todo o mundo, onde uma morte ocorre a cada 40 segundos, políticas de prevenção são necessárias. E é pensando nisto que o CVV atua. Sob total sigilo, a instituição, por meio de seus voluntários, atende, principalmente via telefone, pessoas que procuram um apoio emocional,  que querem e precisam conversar.

Em Tubarão, o Núcleo de Apoio à Vida Cidade Azul (Navica) é o grupo mantenedor do CVV. Segundo a presidente do Navica, Deize Regina Rocha Juncklaus, a criação de um posto na Cidade Azul era discutido há dois anos. “Ao todo são mais de 2.400 voluntários em todo o país e Tubarão vai poder participar desta rede integrada de valorização da vida. Na nossa região temos muitos casos de suicídio e por isso é tão importante a criação de um posto em nosso município, que poderá atender ligações de diversas regiões”, esclarece.

Desde 1962, quando foi criado em São Paulo, a organização realiza mais de um milhão de atendimentos anuais. Esses contatos são feitos pelo telefone 188 (24 horas), pessoalmente (nos 80 postos de atendimento) ou pelo site www.cvv.org.br via chat, VoIP e e-mail.

O curso

O curso de seleção de voluntários (CSV) ocorre no dia 8, das 8h às 19h, no Bloco Pedagógico da Unisul, sala 102. As inscrições podem ser feitas através do e-mail expansao@cvv.org.br e pelos telefones (48) 99607-2966, Eliane, e também pelo (48) 99695-7000, Ariane. Após o CSV, os voluntários poderão se inscrever para a capacitação para o atendimento, que ainda não possui data definida.