A antiga Casa de Saúde do Rio Maina se transformou no Centro de Tratamento Coronavírus. O espaço faz parte de um conjunto de ações do município contra a pandemia da Covid-19 e foi entregue nesta sexta-feira (22), por meio de transmissão ao vivo pelo facebook da prefeitura de Criciúma.

O espaço, com mais de três mil metros quadrados, tem capacidade para mais de 170 leitos com ambientes também de apoio, posto de enfermagem, depósito, entre outros. O investimento do município foi de R$ 1,7 milhão.

“É uma satisfação muito grande para toda nossa equipe, que não mediu esforços em deixar tudo pronto em apenas 50 dias. Esse hospital irá servir para eventuais pacientes da Covid-19, mas quando essa pandemia passar, será uma casa de repouso. Os investimentos continuarão servindo nossa população. Eu tenho esse dia como um dos mais importantes dos meus 30 anos de vida pública por esta conquista”, ressaltou o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, ao lado do vice-prefeito Ricardo Fabris, que preside o Comitê de Gerenciamento dos Gastos Públicos.

A reforma iniciou em 28 de março, e o local recebeu colocação de um novo telhado, pintura, reforma das salas, parte elétrica, instalação de aparelhos de ar-condicionado, subestação elétrica, reforma dos sanitários, com adaptação de acessibilidade, pintura de revestimento conforme normas da Vigilância Sanitária, gases medicinais (rede), entre outros.

“O espaço será útil para a população criciumense, caso for necessário. Essas melhorias contaram com recursos próprios e doações de pessoas físicas, entidades e empresas privadas, que ajudaram na conclusão deste importante projeto”, destacou a secretária municipal de Infraestrutura, Planejamento e Mobilidade Urbana, Kátia Smielevski.

37 leitos prontos
No dia 10 de abril, a administração municipal já deixou pronto 37 leitos, com reforma no telhado, pintura, instalação da rede elétrica, rede hidráulica, rede de gases medicinais e rede de lógica.

“Em menos de duas semanas de reforma, já deixamos 37 leitos à nossa disposição, caso houvesse necessidade. O espaço estava pronto para receber pacientes. Agora, já temos 170 leitos prontos, equipados e de qualidade para atender nossa população”, destacou o secretário municipal de Saúde, Acélio Casagrande.