A Central do Cidadão e da secretaria de Fazenda passaram nesta terça-feira (23), pelo processo de sanitização, o procedimento de controle que utiliza tecnologia para eliminar e impedir a proliferação de vírus, bactérias, fungos e ácaros é indicado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), para garantir a segurança em locais de grande fluxo de pessoas.

Os ambientes podem ser utilizados normalmente, pouco tempo depois de ocorrer a higienização. A higienização dos ambientes públicos é uma das iniciativas para combater a disseminação do novo coronavírus.

Estratégia usada mundialmente no controle do novo coronavírus, a sanitização é a desinfecção, com agentes sanitizantes, que ajuda no combate à Covid-19. O processo é indicado pelo Ministério da Saúde e ANVISA e demais órgãos internacionais, que salientam, inclusive, que o controle do vírus ocorre em 10 minutos após o contato com a substância utilizada.

A substância sanitizante é aplicada por uma equipe de especialistas, necessário o isolamento do local pelo período em que durar o serviço. A ação química do produto forma uma película protetora nas paredes do ambiente, que ficam protegidas contra a proliferação de microrganismos. Poucas horas após o procedimento, pessoas e animais podem retornar à área. O produto sanitizante é livre de riscos, pois não é inflamável nem corrosivo.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Governo de Tubarão