Entrou em operação no mês de setembro a primeira Usina Fotovoltaica Teste da Cooperativa de Geração e Desenvolvimento de São Ludgero (Cegero GD) com a previsão de gerar 43.000 kWh por ano. O investimento de R$ 134.016,00 vai ao encontro do objetivo da Cooperativa que é entender melhor a geração e o mercado da energia com o aproveitamento do sol em crescimento considerável no Brasil.

O projeto foi elaborado pela equipe técnica da Cegero. Ao todo são 108 módulos fotovoltaicos (placas) instalados em uma área total de 621 metros quadrados ao lado da Sede Social da Associação. A energia solar é captada pelas placas, passando de corrente contínua em um equipamento que faz o processo de inversão, transformando em energia alternada, aquela utilizada em residências e empresas. A potencia fotovoltaica máxima projetada é de 30 kW. Toda a execução foi realizada pela empresa Tidão Distribuidora.

O Responsável Técnico, Engenheiro Eletricista Adriano Maurici, explica que a usina foi projetada levando em consideração tudo que possa ser favorável a geração de energia solar a exemplo da posição das placas. “A geração é variável, dependendo do dia e da intensidade da radiação solar. A geração de energia é acompanhada por um software e a energia gerada é utilizada na Sede Social e Recreativa da Associação. Somente após um ano em operação, vamos poder comparar o que foi gerado com o projetado, ou seja, avaliar o desempenho da geração levando em consideração algumas situações características da região, a exemplo do inverno, quando é comum ocorrerem dias com forte serração ao amanhecer na região”, explica.

Funcionários da Cooperativa já participam de treinamento e cursos abordando os fundamentos e aplicações da energia do sol, projetos, dimensionamento de sistemas fotovoltaicos e processos de instalação de sistemas fotovoltaicos realizada pela empresa ElektSolar Innovations, viabilizada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop). A ElektSolar Innovations possui profissionais de alto nível técnico e conta com parcerias de grandes organizações do segmento em todo o Brasil, inclusive, é associada à Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica.

A diretoria da Cooperativa, entende que o aproveitamento da energia solar é um mercado em expansão no Brasil e tem grande potencial, inclusive, na região. O presidente da Cegero GD, Francisco Niehues Neto, o Chico, explica que o estudo e o teste podem oportunizar benefícios interessantes aos associados em relação ao custo da energia diária consumida e também para a cooperativa. “Visualizamos como um mercado em potencial para investimento ou prestação de serviço”, resume o presidente.

A Cooperativa de Geração e Desenvolvimento de São Ludgero (Cegero GD) foi criada oficialmente, com aprovação dos sócios, com direito legal de entrar em mercados diversos.