Tubarão

A reestruturação da Central de Abastecimento de Tubarão (Ceasa) foi tema de uma reunião nesta segunda-feira (24), entre representantes da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR), de Tubarão e da Defesa Civil do Estado. O objetivo foi buscar soluções para dar andamento na modalidade de licitação, que será usada na recuperação e reforma do local, que foi atingido pelos fortes ventos em outubro de 2016.

Na webconferência, a gerência da ADR de Tubarão, apresentou um orçamento à Defesa Civil de R$ 264 mil, uma economia de R$ 236 mil aos cofres do Estado. Os primeiros valores chegavam a R$ 500 mil. A unidade instalada está instalada no bairro Revoredo e a comercialização dos produtos iniciava ainda de madrugada, de segunda a sexta-feira. Em toda Santa Catarina há três estruturas da empresa: São José, Blumenau e Tubarão.

O Ceasa foi fundado no Estado em 29 de setembro de 1976. A inauguração foi realizada no dia 18 de agosto de 1978, disponibilizando desta forma a infraestrutura para que agricultores, comerciantes, cooperativas e empresas do agronegócio realizem operações comerciais no atacado de produtos hortifrutigranjeiros e outros atípicos alimentícios e não alimentícios.

A unidade funciona como elo entre o produtor e o consumidor por meio da comercialização atacadista e varejista de pescado, produtos hortifrutigranjeiros, alimentos e insumos orgânicos, produtos ornamentais e de floricultura e artesanais. A sua missão, conforme seus representantes, é de proporcionar ao produtor rural acesso ao mercado de hortifrutigranjeiros oriundos ao meio, priorizando a agricultura familiar, com foco no desenvolvimento de mercado no Estado de Santa Catarina.