Cíntia Abreu
Tubarão

“O mundo precisa ser solidário”. O pedido é da médica pediatra e sanitarista Zilda Arns, em entrevista à redação do Notisul, enquanto comentava como se preparou para o evento da noite de ontem.
A fundadora e coordenadora nacional da Pastoral da Criança, conselheira da Cátedra da Unisul, afirma que o 1º Fórum Temático da Cátedra da Unisul, que ocorre hoje, das 9 às 21 horas, no Espaço Integrado de Artes da Unisul, é um exemplo de preocupação com a humanidade para o Brasil e o mundo. “Este trabalho realizado pela Cátedra é de fundamental importância à vida dos alunos, que, desde cedo, estão tendo a oportunidade de se tornarem pessoas com o espírito de solidariedade”, enfatiza Zilda.

Nomes como Henrique Brandão Cavalcanti, professor Alcides Abreu, Zilda Arns Neumann, Dom Jacinto Bergmann e Antônio Diomário Queiroz levantarão em seus seminários a solidariedade como fator social de humanização, em sintonia com a ciência e a tecnologia.
Zilda Arns adianta que, em seu seminário, a discussão será em torno da solidariedade plantada desde o berço. “A criança que nasce em um ambiente solidário tem mais chances de fugir da marginalidade do que uma que não teve a oportunidade”, salienta a médica.

Na noite de ontem, no Espaço Integrado Artes, as personalidades nacional e mundialmente reconhecidas por seus trabalhos, nas áreas política, econômica, social, humanista e universidade, fizeram parte da abertura e instalação do Fórum Permanente, realizada pelo professor Ailton Nazareno Soares, reitor da Unisul.