Wagner da Silva
Rio Fortuna

Após perder inclusão de construção de casas populares no programa habitacional do governo federal, projeto este iniciado na última administração, a prefeitura de Rio Fortuna terá nova oportunidade e lançará o Plano Local de Habitação (PLH). A elaboração será marcada com uma audiência pública a ser realizada no centro da pastoral São Marcos, amanhã.

O PLH será confeccionado através de uma parceria entre o município e o Ministério das Cidades. O objetivo é atender famílias com renda mensal de até três salários mínimos, sem moradia ou que vivem em condições precárias.
Neste primeiro encontro, serão indicadas quantas moradias devem ser construídas, quantas precisam ser melhoradas, e quanto será preciso investir e como isso será feito. Segundo o prefeito Silvio Heidemann (PP), as pessoas cadastradas na secretaria de assistência social devem participar. “Este é o primeiro passo para que o município possa fazer parte de um plano nacional de habitação”, reitera o prefeito.

Ele acrescenta ainda que entidades representativas, como associações de moradores e conselhos locais, devem também participar do evento. “É necessário a presença de todos para que se entenda o que será projetado e também porque a maior participação garante um melhor acompanhamento das ações públicas”, pontua Heidemann.