Tubarão

Mais uma vez, Tubarão foi destaque nacional, ontem. Nacional é pouco. Tubarão foi destaque internacional. A mega carta escrita por alunos de escolas públicas do município no ano passado é a maior do mundo já enviada a Papai Noel (o de verdade, que mora lá na gelada Lapônia, na Finlândia).
No fim de 2009, o guarda municipal Maciel Brognoli lançou o projeto Lapônia. Ele e os companheiros da GMT visitaram 20 escolas e incentivaram os alunos a escreverem pedidos para o Bom Velhinho voltados à proteção ambiental.
 

O resultado foi a produção de uma carta com quase 600 metros e mais de dez quilos. Um pacote bem bonito foi feito para enviar o material à residência oficial de Noel. Ontem, a carta foi citada em uma matéria especial do Jornal Hoje, da Rede Globo, como a maior carta já recebida pelo Bom Velhinho.
O repórter Marcos Losekann conversou com a duende responsável por ler todas as cartas do Brasil e ela confessou: levou uma semana para ler os pedidos dos nossos pimpolhos tubaronenses.
 

A duende afirmou ainda que o que mais chamou a sua atenção foi que as crianças não pediram brinquedos, nada de presente, e sim que os governos mundiais cuidem do meio ambiente.
Agora, a carta, que era uma espécie de pedido de socorro para salvar o Rio Tubarão, poderá servir de incentivo para que os gestores façam, efetivamente, algo pela natureza. “Fiquei surpreso com a matéria. Foi um verdadeiro presente de Natal”, comemora Brognoli.