A tempestade que se formou em algumas regiões de Santa Catarina na sexta-feira (21), causou inúmeros estragos em Florianópolis. Em Canasvieiras, no Norte da Ilha, a cobertura de um posto de combustível não resistiu aos fortes ventos e desabou. 

Neste sábado (22), funcionários que trabalhavam no momento da tempestade relataram momentos de pânico. Eles contam que viram uma espécie de tornado se aproximando de frente para o posto, destelhando casas e arrancando árvores. Cada um correu para um lado: uns para dentro da loja e outros para a garagem de troca de óleo.

Os funcionários que se abrigaram na garagem de troca de óleo ficaram presos no local por conta de um veículo que foi arremessado, ficando prensado pela estrutura metálica do telhado. Havia um homem no carro, mas ninguém se feriu.

“Era um tornado, nós vimos. Eu fiquei apavorado com os meninos que tinham ficado do lado de fora. Foram segundos de desespero, porque vimos que a Fiorino voou como um papelão e caiu na troca de óleo”, relata o gerente Jeferson Nunes, que se abrigou na loja e viu a cena de fora.

O frentista Daniel Silva foi um dos funcionários que ficou preso na garagem de troca de óleo. Ele conta que, assim que a tempestade se formou, notou algo diferente no ar.

“Eu estava no pátio com meu colega e a gente viu o vento girando no terreno da frente. Ainda comentamos sobre como estava diferente e de repente ele (tornado) veio pra cá. Ajudamos o homem que estava dentro da Fiorino a sair pela janela. Tudo aconteceu muito rápido” , afirma Daniel.