Tubarão

Em comemoração ao Dia de Culto aos Orixás, lembrado nesta segunda-feira (23) em Tubarão, instituído pela Lei 1.608/2016, de autoria do vereador Paulo Henrique Lúcio, o professor Paulão, neste domingo ocorreu a 1ª Carreata de São Jorge/Ogum. O evento foi marcado por muita fé desde a sua saída ao lado do Restaurante Ataliba, próximo ao acesso Norte de Tubarão, no bairro Revoredo. O percurso seguiu pelas ruas da cidade até o Museu Willy Zumblick, no Centro. “O evento não foi apenas de segmento religioso, mas também cultural”, observa Paulão.

No domingo, foram realizadas apresentações em uma tenda com roda de capoeira com o Grupo Cordão de Ouro e outras atrações. Com a ação, princípios como a diversidade, caridade, tolerância e respeito ao sincretismo religioso e cultural foram enfatizados. O tema solidariedade teve destaque com a arrecadação de alimentos não perecíveis para os voluntários dos Colaboradores do Bem. O dia 23 de abril lembra a data em que São Jorge foi morto decapitado, aos 23 anos, por se recusar a negar sua fé.

Ogum foi escolhido por representar a lei na cidade, por ter como elemento o ferro, atuação nos trilhos, já que o município é cortado pela Ferrovia Tereza Cristina. Além disso, ligado aos ofícios de ferro e fogo, na Cidade Azul há trabalhadores como ferreiros, por exemplo.

Paulão destacou que este foi um encontro de fé e, uma vez que as pessoas deixam de se dividir e unem-se em torno de algo comum. “É importante dar voz a todos os seguimentos e o nosso mandato é pautado pelas causas sociais e suas nuances. É fundamental conhecer as outras culturas e, enquanto admirador da história, professor e militante preciso estar aberto a esta diversidade”, observa.

Conhecido como ‘o grande mártir’ ou ‘santo guerreiro’, São Jorge favoreceu a todos que o recorreram durante as batalhas, questões complicadas, perseguições e injustiças. No Candomblé e na Umbanda, ele é associado a Ode, Ogum e Oxóssi, solicitado como defensor das almas contra as tentações, demônios e suspeitas de feitiço. Além disso, ele é considerado o padroeiro da Inglaterra, de Portugal, da Catalunha, dos soldados e dos escoteiros.