Amanda Menger
Laguna

Médicos, enfermeiros, medicamentos e materiais de expediente em dobro. A estrutura do Hospital Senhor Bom Jesus dos Passos, de Laguna, será reforçada no Carnaval. A expectativa é que o número de atendimentos fique em torno de 600 nos três dias de festa. Por mês, passam em média 3,2 mil pessoas pela emergência. “Estamos preparados para o trabalho que cresce neste período”, garante a presidenta da instituição, Regina Ramos dos Santos.

O principal ingrediente de tantos atendimentos é o álcool. “As ocorrências estão geralmente ligadas a ele. E isso vai desde o coma alcoólico mesmo, até brigas, acidentes de trânsito e ferimentos. As pessoas exageram no consumo de bebidas e perdem o controle”, explica. Exatamente devido a estes casos, o número de médicos plantonistas foi dobrado nos períodos considerados de pico.

“Os problemas costumam ocorrer no período da tarde, devido à participação nos blocos de Carnaval. À noite, também temos muitos registros, por causa das festas de rua e dos desfiles das escolas de samba”, observa.

Além dos médicos, a quantidade de medicamentos, em especial, o soro de glicose, teve o estoque ampliado. Esta estrutura diferenciada representa um aumento geral de 30% nos custos do hospital. “Cada período do ano tem um tipo diferente de atendimento. Este ano, tivemos um aumento considerável de ataques de águas-vivas. No inverno, os casos são diferentes. Por isso, sempre adequamos os procedimentos”, justifica.