Amanda Menger
Tubarão

Se um dos símbolos do Brasil é o Carnaval, a festa tem também a sua simbologia. Um dos sinônimos para o evento é: festa de Momo. Mas, o rei, ah, o rei tem que ter rainha. E a corte do Carnaval de Tubarão já está mais do que escolhida. Está no ritmo do samba.

Da escola de samba Unidos do Morro vem a rainha do Carnaval 2009. A estudante da 7ª série da escola de ensino básico Mauá, Thais da Silva, já sabe o que esperam dela. “Muito samba no pé, simpatia e sorrisos”, conta a jovem. Desde pequena, Thais participa das atividades da escola de samba. E na visita aos meios de comunicação, a moça que atrai o olhar por onde passa é acompanhada pela avó, Dalma Maria da Silva. “Foi ela que me levou para a escola, também participa, atualmente da ala das baianas. É fã de samba”, conta Thais sob os olhos corujas de Dalma.

Se para a rainha não pode faltar samba, para o rei Momo não pode falta bom humor. Paulo Fernandes está longe de ser o modelo ‘típico’ de rei Momo. “Tenho 107 quilos, cheguei a 117 quilos. Sei que há muitos anos os reis Momo eram realmente bem gordos. Hoje a questão da saúde é mais importante. A essência do título é que deve ser a mesma: o bom humor, porque é ele que saúda as pessoas durante a festa”, relata o comerciante Paulo, representante da escola Dakota. Como prêmio, o rei levou um televisor de plasma e a rainha, um notebook.

Recursos só devem chegar sexta

Os carnavalescos do estado todo estão preocupados. E não é para menos. A uma semana da festa de Momo, o governo ainda não repassou os recursos para Tubarão e Laguna e nem a segunda parcela para Florianópolis e Joaçaba. “Na última semana, solicitaram que comprovássemos com documentos do banco que a conta que indicamos pertence à Liga Independente das Escolas de Samba de Tubarão (Liest). Mas, isso foi feito com todas as entidades que receberão o recurso do governo. Entregamos o que nos pediram, porém, nem sinal do dinheiro ainda”, afirma o presidente da Liest, Miguel Herdy.

A informação que vem do governo do estado é que a documentação está correta e o que falta é a ordem de pagamento. Como o governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB) está no exterior, a expectativa é que o dinheiro seja depositado apenas na sexta-feira. “Com isso, os carnavalescos fazem o que podem, colocam o seu nome como garantia para os fornecedores”, observa Miguel.
Tubarão receberá R$ 150 mil do governo do estado e a infraestrutura (palco, limpeza, monitoramento do trânsito) será dada pela prefeitura. Já em Laguna, o estado sinalizou com R$ 400 mil para o Carnaval das escolas, e o município repassará mais R$ 100 mil para a Liga Independente das Escolas de Samba de Laguna (Liesla).

A festa de Momo tubaronense começa nesta sexta-feira, às 21 horas, com o Grito de Carnaval. No sábado, será realizada a 1ª Galinhada da Liest, às 12 horas, e o baile público, às 21 horas. No domingo, às 20 horas, começa o desfile das escolas de samba, seguido por outro baile. Todos os eventos ocorrem em frente ao Besc, no centro.