Tubarão

O processo para que as empresas e pessoas físicas possam aplicar recursos do Imposto de Renda no projeto do Natal Luz por meio da Lei Rouanet foi desencadeado. Os representantes da Unisul apresentaram na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Tubarão o projeto do Uniluz e Natal Luz, o qual terá 12 dias de atrações. Serão dois dias de Uniluz e mais dez dias de eventos culturais.

Orçado em R$ 246.200,00, o recurso já tem participação de empresas por meio da Lei Rouanet, mas ainda é preciso que o processo de captação ocorra até o início do próximo mês para alcançar pelo menos até 80% do montante.
O Uniluz terá como tema ‘Uma trégua pela paz entre os povos’ e vai acontecer nos dias 3 e 4 do mês que vem na Catedral. “Entre as principais atrações previstas está o padre Reginaldo Manzotti, que deverá se apresentar no primeiro dia. O cantor Dudu Fillet, que se apresentou no ano passado, volta ao palco no segundo dia”, destaca uma das organizadoras do evento, Valdézia Pereira.

Nos dias programados para o Natal Luz, ocorrerão outras atrações. O palco deverá ser montado ao lado da Casa da Cidade e para isso os tapumes que cercam a obra de restauração do imóvel serão retirados. Toda a parte estrutural da Casa da Cidade já foi concluída. A edificação deverá receber uma pintura. A Casa não ficará aberta.

Lei Rouanet
Criada em 1991, a Lei de Incentivo à Cultura, mais conhecida como a Lei Rouanet, é conhecida por sua política de incentivos fiscais para projetos e ações culturais. Por meio dela, cidadãos (pessoa física) e empresas (pessoa jurídica) podem aplicar nestes fins parte de seu Imposto de Renda devido. O mecanismo de incentivos fiscais da Lei Rouanet é apenas uma forma de estimular o apoio da iniciativa privada ao setor cultural. Ou seja, o governo abre mão de parte dos impostos, para que esses valores sejam investidos na cultura.