Capivari de Baixo

A partir desta quinta-feira (30), às famílias dos alunos matriculados na rede municipal de ensino de Capivari de Baixo, deverão receber os kits alimentares, que auxiliarão alguns moradores em vulnerabilidade social do município. A ação busca minimizar alguma das consequências que o isolamento social causado pelo novo coronavírus tem causado.

Os kits são entregues para as famílias com cadastro no programa Bolsa família. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, terão direito ao benefício os alunos cadastrados no bolsa família e todos os demais alunos que venham se cadastrar por meio da plataforma virtual. Os estudantes que não têm acesso a internet, o cadastro será feito na própria escola.

Os kits de alimentação estarão disponíveis, e serão entregues mediante agendamento com a escola de cada aluno, aos pais ou responsáveis. O kit de alimentação é composto de feijão, arroz, farinha, leite UHT, biscoito, macarrão, açúcar e outros produtos não perecíveis, além de frutas e verduras.

Há alguns dias o Notisul trouxe o questionamento da bacharela em direito, Beatriz Alves, em sua rede social sobre a doação dos kits para as famílias dos estudantes de escolas públicas da cidade portuária. “Quero saber quando o nosso município vai começar a distribuir os kits para os alunos das escolas municipais. Sei que estão doando cesta básica que é o básico, contudo o kit vai ajudar muito. Sem falar nas famílias das crianças que frequentam creche, lá os menores ficavam um período integral e faziam as suas refeições e, principalmente as mamadeiras, o valor do leite aumentou, não é toda família que possui condições de comprar leite para os seus filhos”, mencionava.

Na ocasião Beatriz lembrava que a distribuição da merenda escolar não ocorre só em Santa Catarina. O Planalto sancionou a Lei 13.987 de 2020, que garante a distribuição dos alimentos da merenda escolar às famílias dos estudantes que tiveram suspensas as aulas na rede pública de educação básica devido à pandemia do novo coronavírus. A lei foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União há três semanas.