Os resultados alcançados pelos dançarinos Sara Souza, 11 anos, e Luiz Carlos, 15, no Festival de Dança de Joinville, no mês passado, motivou a Câmara de Vereadores de Capivari de Baixo a homenagear o Centro Integrado de Arte Alex Martins, nesta segunda-feira (1º). Eles foram agraciados com a moção de aplausos entregue pelo vereador Elto Aguiar Ramos, o Eltinho.

Na competição, no Norte de Santa Catarina, Sara foi premiada com o primeiro lugar no solo infantil. Além da premiação como a melhor bailarina do festival na categoria Meia Ponta (infantil). Como premiação ela recebeu um pacote de viagem para Disney.

Por outro lado, Luiz obteve o segundo lugar no solo, foi um dos quatro finalistas na audição do Bolshoi e ganhou bolsa em uma escola de ballet na cidade de Florianópolis. No ano passado, o adolescente também participou do festival de Joinville e foi premiado com o segundo lugar. Neste ano trouxe medalha de bronze para casa, decorrente da participação no Festival Tanzolymp, que ocorreu em fevereiro em Berlim, na Alemanha.

O presidente da Câmara de Vereadores, Pedro Medeiros Camilo, o Camilo, também parabenizou os dançarinos e ressaltou a contribuição do Centro Integrado de Arte Alex Martins para Capivari de Baixo. Sara e Luiz participam de projetos sociais, são assistidos pela Combentu e fazem aula no Parque Ambiental e na Alex Martins CIA, como bolsistas.

Eltinho explicou que todos os dias, em razão da falta de recursos financeiros, a dupla de bailarinos enfrenta diversas dificuldades, tanto para o transporte, quanto para os custos nos festivais. “Como a aula acaba relativamente tarde e ambos moram em localidades com difícil acesso ao transporte público, muitas vezes não tem ônibus para retornar para casa. Assim, precisam, muitas vezes, gastar até R$800 reais por mês de transporte por aplicativo. Manter figurinos, alimentação, hospedagem, inscrições para festivais sempre é muito difícil. Além do Luiz e da Sara, mais de 150 crianças e adolescentes de nossa cidade participam dos projetos sociais do Parque Ambiental e buscam um futuro brilhante com a dança”, assegura.

A dança sempre esteve presente em todos os grandes momentos da história e está marcada também nas pequenas coisas, muitas vezes até imperceptíveis. Faz parte de um dos aspectos mais íntimos do ser humano – a cultura. A dança tem uma grande contribuição no desenvolvimento cognitivo do ser humano, trazendo uma carga de sociabilidade e relacionamento enquanto pessoa no meio. Bem aplicada, na forma de trabalhar o corpo, faz com que a coordenação motora seja inserida no aprendizado de quem pratica.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul