#Pracegover Foto: na imagem há uma mulher sorrindo
#Pracegover Foto: na imagem há uma mulher sorrindo

A cerimônia de despedida da ex-servidora pública de Tubarão, Kátia da Cunha Paixão, de 63 anos, ocorrerá nesta quinta-feira (17) às 15h. A homenagem ocorrerá no Memorial São Mateus, na rua Leonete Frontina Alves, 2650, no bairro Ilhotinha, em Capivari de Baixo. No entanto, ela também será transmitida por meio online pelo Link: https://crematoriosaomateus.com.br/crematorio-sao-mateus-cerimonia-homenagem/
Senha: 1602

Kátia sofreu uma parada cardíaca nesta quarta-feira (16) e não resistiu. Recentemente, ela passou por uma cirurgia para a retirada de um tumor na bexiga. Na madrugada desta quarta-feira ela passou mal e foi levada para o hospital de Laguna e horas depois veio a óbito.

O velório da ex-servidora da prefeitura da Cidade Azul teve início nesta quarta-feira, às 21h, na Funerária São Mateus, na Avenida José Acácio Moreira, no bairro Dehon, em Tubarão. Ela é mãe do consultor político Láercio Menegaz Júnior, do empresário Rodrigo Menegaz e do músico do Jeito Louco Rafael Menegaz.

Kátia deixa três filhos e quatro netos. Ela era sogra da atual Chefe de Gabinete do prefeito de Tubarão, Kércia Cardoso Menegaz. Além de ter sido servidora na prefeitura de Tubarão no período 1994 a 2011, ela também trabalhou como bancária no Banrisul na Cidade Azul por alguns anos.

A cremação é o processo de incinerar os corpos em grandes fornos até que eles se transformem em cinzas. Essa é a maneira mais ecológica e recomendada para se despedir de um ente querido, já que evita diversos problemas sanitários e de higiene pública. A cremação somente pode ser feita após completar 24 horas do óbito e pode levar entre duas e três horas para ser finalizado, mas isso dependerá das características e estado do corpo.

Antes de qualquer coisa, é obrigatório que dois médicos assinem a declaração de óbito. Já em casos de mortes com violência ou corpos que estão necropsiados é necessária a assinatura de dois médicos legistas ou a apresentação de uma ordem judicial.

Antes da cerimônia de cremação e do processo de incineração, o procedimento é o mesmo do sepultamento. É feito o velório tradicional em uma sala reservada, onde a família poderá prestar suas últimas homenagens.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul