Capivari de Baixo registrou, na última sexta-feira (25), o primeiro foco de 2022 do mosquito Aedes aegypti. O material foi coletado pela equipe de agentes de endemias em uma das 84 armadilhas nos 14 pontos estratégicos espalhados pela cidade.

As agentes delimitaram uma área de 300 metros nos arredores e iniciaram, nesta quarta (2), uma varredura completa, em residências, empresas e estabelecimentos comerciais, na tentativa de coletar outros focos.

“Importante que os capivarienses fiquem atentos no quintal das suas casas, principalmente em locais que possam acumular água ou poças, como pneus, garrafas e resíduos em geral, além de tampas de vasos e caixas d’água. Todos esses locais são muito propícios à proliferação de larvas do mosquito”, alerta a agente de endemias da Prefeitura, Deise de Aguiar Venâncio.

Perigo!

O mosquito Aedes aegypti é o vetor de diversas doenças causadas por vírus, como dengue, zika, chikungunya e febre amarela. Ao picar uma pessoa doente, o mosquito é infectado e pode transmitir a doença a uma pessoa sadia.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Governo de Capivari de Baixo