O canteiro de obras e o almoxarifado para a construção da UPA 24 horas, que será edificada na rua Januário Alves Garcia, já estão prontos. Ao todo, o local terá seis leitos, com possibilidade de ampliação para oito
O canteiro de obras e o almoxarifado para a construção da UPA 24 horas, que será edificada na rua Januário Alves Garcia, já estão prontos. Ao todo, o local terá seis leitos, com possibilidade de ampliação para oito

 

Angelica Brunatto
Tubarão
 
A construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas de Tubarão começou oficialmente. Os tapumes já cercam o terreno em frente da garagem da prefeitura, na rua Januário Alves Garcia. O canteiro de obras e o almoxarifado estão instalados. As obras são executadas pela Construtora Souza e Esmeraldino, de Tubarão. 
 
Conforme o contrato, a empresa tem um prazo de 12 meses para entregar o prédio. A estrutura será erguida em um espaço de 2,9 mil metros quadrados. 
 
“Para a próxima semana, está agendado o início do estaqueamento”, revela o administrador da construtora, Felipe Souza Esmeraldino. Nove funcionários da empresa trabalham na construção da UPA 24 horas. 
 
Entretanto, conforme Felipe, este número deve aumentar a medida que o volume de trabalho cresce. Também está programada a elaboração do documento de impacto de vizinhança.
 
“Vamos fazer  isso junto da Defesa Civil, como forma de prevenção”, antecipa Felipe. Este procedimento garante que os imóveis ao lado da UPA não fiquem estruturalmente prejudicados.
 
A unidade 24 horas foi projetada para absorver cerca de 80% do movimento do setor de emergência do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC). 
Avaliada em R$ 3,6 milhões, a obra será feita com recursos do governo estadual (R$ 1 milhão) e do município, já que o convênio com o Ministério da Saúde não teve resposta positiva.
 
 
O projeto
 
Saiba como o local foi projetado
• A ordem de serviço à construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas foi assinada no dia 13 do mês passado, para a Construtora Souza e Esmeraldino, de Tubarão, vencedora da licitação.
• Na solenidade esteve presente o secretário de saúde do estado, Dalmo Claro de Oliveira. 
• A UPA 24 horas terá seis leitos, com possibilidade de ampliação para oito.
• No local, serão realizados desde serviços de pronto atendimento, considerados menos graves, até pequenas cirurgias. Os casos de maior complexidade continuarão a ser encaminhados aos hospitais.
• A quantidade de profissionais que atuarão na unidade ainda não está definida, mas o local contará com médico plantonista e outros profissionais da área.
• O investimento para equipar o espaço está orçado inicialmente em R$ 350 mil. Calcula-se que custo mensal de manutenção será em torno de R$ 100 mil.
• O primeiro piso do prédio terá uma área de 887,48 metros quadrados. O segundo será de 378 metros quadrados.