#Pracegover Foto: na imagem há uma criança, uma menina de 2 anos, com babador, blusinha azul e short rosa
#Pracegover Foto: na imagem há uma criança, uma menina de 2 anos, com babador, blusinha azul e short rosa

Familiares e amigos de Helena Sangaletti de 2 anos e 7 meses, moradora do bairro Praia Redonda, em Tubarão, diagnosticada com paralisia cerebral, realizam uma campanha na internet para arrecadar dinheiro. O montante será usado na compra de roupas para postura Theratong e Ortz. O intuito é de alcançar R$ 10 mil.

A mãe da criança Rosinete Sangaletti, conta que a menina passa por inúmeros tratamentos para a sua evolução, entre eles o de fisioterapia. O Estado colaborava com boa parte deles, porém essa ‘ajuda’ foi interrompida. “Estamos pagando o tratamento da Helena. O sonho de adquirir uma cadeira para ela foi adiado. O médico perito e a Justiça estão negando todos os tratamentos”, lamenta.

Ela expõe que a criança precisa dos produtos com urgência. Eles servem para os pés e costas. “De e mediato a Helena precisa de um Theratong e uma Ortz para o pezinho. O Theratong é para dar estabilidade nas costas e assim evitar a escoliose e desta forma, dar estabilidade no corpinho. A Ortz é para evitar que o pé fique torto”, explica.

Os interessados em ajudar podem entrar no site de arrecadação coletiva: https://voupe.com.br/campaign/view/id/705/Na+luta+juntos+com+a+HELENA. A Paralisia cerebral (PC) é o achado clínico mais incapacitante na infância. Envolvendo alterações no movimento e postura do corpo secundários a uma lesão do cérebro em desenvolvimento, pode ocorrer durante a gestação, ao nascimento ou no período neonatal.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul