Tatiana Dornelles
Tubarão

Quando um remédio passa do prazo de validade, qual o destino dado por você? A maioria das pessoas descarta os medicamentos no lixo doméstico ou até mesmo no vaso sanitário. Mas este procedimento não é correto. Exatamente para esclarecer os consumidores, a farmácia Maria Rocha promove a campanha “Lugar de remédio é na farmácia”.

“Há três anos, a farmácia começou um projeto para separar o lixo e incentivar os funcionários a reciclarem os resíduos e evitarem danos ao meio ambiente. No fim de maio, estendemos o projeto para algumas clínicas e aproveitamos a semana do meio ambiente para levar ao público esta idéia”, explica o visitador médico Ricardo Rosa da Silva.

Os medicamentos vencidos podem ser entregues à farmácia, que repassa à empresa Green Ambiental de Florianópolis. “A Green, por sua vez, entrega para outra empresa de São Paulo, que incinera os resíduos e depois deposita as cinzas em um aterro sanitário industrial”, esclarece Ricardo.

O visitador médico alerta para os riscos de descartar de forma incorreta os remédios. “Nos Estados Unidos, tem lugares onde as empresas que fazem o tratamento de água já fazem análise para verificar se tem presença de resíduos de medicamentos e os dados são assustadores”, adverte.

Desde o início da campanha, nesta semana, foram entregues na farmácia 400 medicamentos vencidos. A campanha também recebe as embalagens dos remédios. “Na embalagem metálica dos comprimidos, por exemplo, sempre acaba ficando algum tipo de resíduo. Por isso, nós também recebemos estas embalagens”, afirma.