Tubarão

A Campanha de Vacinação Contra a Gripe segue em Tubarão. Até esta quarta-feira, 43,6% dos integrantes dos grupos de risco receberam a dose. O objetivo é imunizar aproximadamente 38 mil pessoas.

Das crianças, entre 6 meses e 4 anos, foram imunizadas 1.087 (meta 5.283); trabalhadores da área da saúde 1.363, dos 2.758, receberam a dose. Gestantes, das 993, 260 foram vacinadas e puérperas, das 163, 83 já foram imunizadas. Os idosos somam em Tubarão 12.074 e 70% deste grupo foi vacinado. Das 12.736 pessoas com doenças crônicas, 4.879 receberam a dose. Os professores, que entraram no calendário da vacina neste ano, dos 2.681, apenas 16% procuraram a vacina.

As pessoas privadas de liberdade (detentos) e os funcionários do sistema prisional, que também fazem parte do grupo de risco, serão vacinados após o dia 13 de maio, dia D da campanha em todo o país.

A vacinação continua nas unidades da rede municipal de saúde até o dia 26 de maio, e é importante destacar que todas as 37.646 pessoas que pertencem aos grupos de risco em Tubarão receberão sua dose. Portanto, mesmo que, eventualmente, não haja vacina disponível em um ou outro posto no momento, os lotes continuarão sendo entregues em sistema de lotes, até que o número total de vacinas necessárias seja alcançado.

Salas de vacinação
Em Tubarão, todas as unidades de saúde possuem vacina, porém, crianças podem receber as doses somente nos postos: núcleo de epidemiologia, Bom Pastor, Congonhas, São Luiz, Mato Alto, Passagem, Campestre, Revoredo, São Martinho 1, São Cristóvão, Fábio Silva, Km 60, Humaitá, Morrotes, Sertão dos Corrêas e Oficinas 1.

Público-alvo é ampliado
Este ano, o público alvo da campanha foi ampliado a partir da inclusão dos professores do ensino básico e superior das escolas públicas e privadas. Para receber a vacina, basta se dirigir a uma unidade de saúde com sala de vacina. Os professores que ainda não compareceram nas unidades de saúde precisam apresentar comprovante de vínculo com uma instituição de ensino e as pessoas dos grupos de portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais precisam apresentar prescrição médica com a indicação para a vacina.
Devem também ser vacinados os indivíduos com 60 anos ou mais, as crianças entre seis meses e menores de cinco anos, as gestantes, as puérperas – até 45 dias após o parto, os trabalhadores de saúde, os povos indígenas, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e a população privada de liberdade, e os funcionários do sistema prisional.