#Pracegover Foto: na imagem há um homem e uma mulher
#Pracegover Foto: na imagem há um homem e uma mulher

A Campanha Pelotão da Solidariedade arrecadou R$ 431 mil. A iniciativa da Policia Militar (PM), visa arrecadar dinheiro para a assistência do soldado Jeferson Esmeraldino, 33 anos, baleado em confronto com criminosos no assalto ao Banco do Brasil, em Criciúma, em dezembro passado. Com o montante arrecadado será possível adquirir um imóvel no centro de Tubarão, cidade onde o policial reformado mora. O intuito em um primeiro momento era alcançar o valor de R$ 200 mil e construir uma edícula.

“Na semana passada tínhamos por intenção apresentar a empresa responsável pela construção. A Audax seria responsável apenas pela gestão da obra. Fomos surpreendidos pela própria família dando conta da mudança de planos. E o que ficou preponderante foi a questão da segurança. Além disso, estaremos reduzindo de novembro para julho a casa para o soldado Esmeraldino, que deve reunir conforto, segurança, acessibilidade e facilidade para postos de saúde, farmácias e hospitais. Acreditamos que alcançamos o objetivo”, explicou o comandante.

Esmeraldino fazia parte da guarnição do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) que foi acionada para retornar ao batalhão, que estava sob ataque dos assaltantes. No caminho, os policiais foram surpreendidos por carros dos criminosos. Houve troca de tiros e o soldado natural de Tubarão foi atingido no abdômen. Ele passou por três cirurgias e esteve internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São João Batista.

Na Cidade Azul, o policial é tratado pela empresa SOS Home Care e permanece acamado. Ele tem acompanhamento por técnicos de enfermagem 24 horas, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional e nutricionista. O Governo do Estado seguirá subsidiando todo o aparato médico ao soldado Esmeraldino.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul