Campanha contra a pólio em Tubarão alcança apenas 50,27% da meta

De acordo com Ministério da Saúde, os municípios devem vacinar 95% das crianças menores de 5 anos.

Neste último sábado (17) foi dia de reforçar o cuidado com a saúde das crianças e das mulheres. Em todo o Brasil, aconteceu duas campanhas de vacinação simultaneamente, a de Multivacinação e a contra a Poliomielite. Em Tubarão, além dessas, ocorreu os exames de preventivo, em alusão ao Outubro Rosa. A movimentação do Dia D foi importante e trouxe reflexos no crescimento da cobertura vacinal.

A campanha de multivacinação não tem uma meta preestabelecida, pois trata de uma mobilização para os pais e responsáveis não esquecerem de atualizar a caderneta de saúde das crianças e adolescentes. Já a campanha contra a poliomielite, tem uma meta de atingir 95% da população, de crianças menores de 5 anos.

Em Tubarão, a população geral, a ser vacinada para esta campanha é de 4,7 mil crianças. Até quarta-feira (14) apenas 23% tinham se imunizado com a Vacina Oral Poliomielite (VOP). Entre quinta (15) e sábado (17), com o positivo movimento do Dia D, a cobertura aumentou 27%, atingindo o índice de 50,27%. Apesar do aumento, a taxa é considera ainda baixa, de acordo com o Ministério da Saúde.

“O Dia D foi muito bom. Nossa meta interna era que até o dia D chegasse ao 50% e chegou, só que estamos preocupados ainda, porque faltam apenas duas semanas para encerrar a campanha e falta metade. Há muita criança para se vacinar e como estamos sem a escola, que é um fato importante na comunicação com a família, precisamos que os pais se orientem e procurem imunizar os pequenos”, comenta a coordenadora da imunização da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Juliana Nunes.

Ainda sobre o Dia D, em relação aos preventivos agendados previamente, aproximadamente 300 mulheres realizaram os exames durante o sábado em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS), que ficaram abertas das 8 às 17 horas. “Teve uma demanda muito boa. Por conta da pandemia, teve uma baixa nesse tipo de atendimento e com essa mobilização, conseguimos subir o índice de realização deste exame. Além das datas noturnas, que cada unidade está organizando. Os que fizeram foram produtivos e positivos”, relata a coordenadora da Saúde da Mulher da FMS, Adriana Felisbino.

As campanhas seguem até o próximo dia 30, assim como a mobilização do Outubro Rosa.